Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Espera - Jayme Caetano Braun e Luiz Marenco (Música)



No altar do campo de ritual antigo
Senta uma garça que chegou de longe
De pala branco até parece um monge
Na taipa velha do açude amigo

Bombei as poças que viraram lodo
Ondas escuras que o vaivém balança
Lombos prateados de traíra mansa
Onde o mormaço se debruça todo

Troveja perto com rumor de sanga
Vento molhado que se esvai fumaça
Quando branqueia o horizonte passa
Velha mania de chover em manga

Os bichos sabem que verão espantar
A nuvem guaxa que passou de lado
Algum mistério de judiar do gado
Nesse brinquedo de enganar quem planta

E a garça espera na paisagem da alma
A mesma chuva que se foi embora
Um dia chove vai chegar a hora
Que o tempo é tempo mas também tem alma

Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010