Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Recordando a Querência - José Cláudio Machado (Música)



Nasci num rancho de barro que esbarra no horizonte
Montei em potro aporreado reliquias do próprio dono
E por ser meio aragano cruzei rios várzeas e montes
Cruzei rios várzeas e montes por ser meio aragano

Cresci num fundo de campo aonde o berro ressoa
E quantas lembranças boas trago na alma guardada
Me criei dando braçadas nos remansos da lagoa
Nos remansos da lagoa me criei dando braçadas

De menino ainda me lembro de quantas vezes eu pude
Sentar na taipa do açude iscando minhas própias mágoas
Puxando peixes de prata que correm embaixo das águas
Que correm embaixo das águas puxando peixes de prata

Tenho muito de mangueira de invernadas e galpões
E bebi o mate dos velhos recostado nos fogões
E a tristeza caborteira que em meu peito se amarra
Pra amanusear a saudade bordoneando uma guitarra
Bordoneando uma guitarra pra amanusear uma guitarra

Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010