Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

CATEGORIAS > Vídeos > Vídeos de Dança > Danças Birivas > Chula

Chula


Dança muito difundida em Portugal e também dançada pelos Açorianos. A Chula caracteriza-se pela agilidade do sapateio do peão ou diversos peões, em disputas, sapateando sobre uma lança estendida no salão.

A chula era dançada apenas por homens e sempre em desafio. Citada como espécie de jogo típico dos gaúchos por Nicolau Dreys em seu livro "A notícia descritiva da Província do Rio Grande de São Pedro do Sul" é, provavelmente, originária do Minho e do Douro, do folclore português, embora alguns estudiosos relacionem-na com o Lundú ou o Baião, com relação à música.

A chula tradicional era dançada da seguinte forma: Dois dançarinos ficavam frente a frente tendo entre si uma lança de quatro metros de comprimento. Um dos oponentes executava uma seqüência de difíceis passos coreográficos indo até a extremidade oposta da lança e retornando ao seu lugar de origem.

Ao segundo oponente cabia, então, repetir o passo do primeiro e fazer um mais difícil, ao que o seu oponente deveria proceder da mesma forma. Perdia a disputa aquele que saísse do ritmo, errasse o passo, perdesse o ritmo ou chutasse a lança.

Ultimamente suas regras foram modificadas, adaptando a chula aos campeonatos regionais, os rodeios, mas a idéia de criatividade e difícil execução dos passos como objetivo da disputa foi mantida, o que a tem tornado o concurso individual mais procurado do meio tradicionalista.

Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010