Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Especial 10 anos sem Leopoldo Rassier


Na imagen, Leopoldo Rassier em uma de suas últimas aparições



Leopoldo Souza Soares Rassier era advogado, mas considerado por todos cantor nativista, compositor e poeta. Ele, particularmente, não se considerava nenhuma dessas coisas. Gravou somente um CD, mesmo fazendo inúmeras apresentações pelo Rio Grande afora. O CD era intitulado Não Podemo Se Entregá Pros Home, da Discoteca Produções, no ano de 1986. Os maiores sucessos eram as músicas Não Podemo Se Entregá Pros Home, Veterano, Sabe Moço, Gaudêncio Sete Luas, Minha Querência, Obrigado Patrão Velho e algumas outras. Foi um dos Cavaleiros da Paz, participando da 1ª Cavalgada Internacional da Paz, cabresteando uns quatro cavalos, desafiou a enchente para salvar o chapéu novo de um companheiro.

Nascido em 7 de outubro de 1936, na cidade de Pelotas, era de uma família aristocrática, sendo bisneto do barão de Sousa Soares, da nobreza portuguesa; estudou nos bancos colegiais da cidade natal e se formou em Direito. Morreu na cidade de Porto Alegre, no dia 6 de fevereiro de 2000, vítima de um câncer generalizado, às 4h30min da madrugada, no Hospital das Clínicas, onde já estava internado a alguns dias e foi enterrado no final da tarde no Cemitério Jardim da Paz.

Rassier além de advogado e cantor, também foi pretor peregrinus, juiz do trabalho aprovado em curso mas não empossado, professor, comunista militante, consultor da Assembléia Legislativa, fazendeiro, poliglota e viajante incansável. Depois de se aposentar do serviço público, continuou a advogar e cantar.

Leopoldo vai ficar com a voz e a imagem eternizados nos filmes, vídeos, discos e vai ficar sempre na saudade de quem o conheceu ou foi seu amigo. Como cantava na sua música famosa Veterano: está findando meu tempo/ a tarde encerra mais cedo/ meu mundo ficou pequeno/ e eu sou menor do que penso. O tempo de Leopoldo se encerrou, mas a sua história continua. Ele morreu no ano em que a Califórnia da Canção completava 30 anos, evento que Rassier ganhou várias vezes em 1° lugar.

Como no dia 6 de fevereiro de 2010 fez 10 anos da morte deste grande romântico, o tradicionalismo sem fronteiras faz uma singela homenagem a este que era um galanteador da mais alta estirpe. Como diz Antônio Augusto Fagundes: se os anjos tem sexo, as anjas que se cuidem, Leopoldo Rassier está chegando aí!

--------------------------------------------------------------------------------

Músicas de Leopoldo Rassier:



Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010