Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

segunda-feira, 22 de março de 2010

Payada da Independência - Jayme Caetano Braun (Poema)




Rio Grande de Pátria e nativismo,
seguindo os preceitos do civismo;
que a bandeira sobe ao mastro,
num gesto de amor ao chão,
na mais pura demonstração,
que segue o rumo no rastro
duma raça forte e varonil,
que tem sangue na veia;
se for preciso pelear peleia
e se abraça no fuzil
por estes campos e serra,
pra defender sua terra,
este querido Brasil.

E o patriotismo se aflora
e marcha firme na cadência,
pra comemorar a Independência
que se alarga campo a fora.
E o gaúcho se prepara com afinco,
com seu pingo, de laço nos tentos;
e vai recordando os momentos
deste Rio Grande de trinta e cinco,
onde a lança e a garrucha
percorreram as nossas coxilhas,
na epopéia dos Farroupilhas,
defendendo a terra gaúcha.

E o sangue da nossa gente
Marcou páginas na História:
lutas, tropeços e vitória
desta raça heróica e valente,
que sempre agüentou o repuxo,
pois índio de queixo duro
não fica em cima do muro
e mostra o valor do gaúcho!


Voltar
CATEGORIAS > Poemas > Letras
CATEGORIAS > Poemas > Compositores > Jayme Caetano Braun

Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010