Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quarta-feira, 17 de março de 2010

Vento Negro - José Fogaça (Música)


Onde a terra começar,
Vento Negro, gente eu sou,
Onde a terra terminar,
Vento Negro eu sou.

Quem me ouve vai contar,
quero lutas, guerra não,
Erguer bandeira sem matar,
Vento Negro é furacão.

Com a vida, o tempo,
a trilha, o sol,
O vento forte, se erguerá arrastando
o que houver no chão.

Vento negro, campo a fora,
Vai correr,
quem vai embora tem que saber,
É viração.

Nos montes, vales que venci,
No coração da mata virgem,
Meu canto eu sei, há de se ouvir,
Em todo o meu país.

Não creio em paz sem divisão,
De tanto amor que eu espalhei,
Em cada céu, em cada chão,
Minha alma lá deixei.

Com a vida....

Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010