Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Depois de um Tiro de Laço - César Oliveira (Música)


O travessão se acomoda numa badana de pardo

Argolas e aço templado sustentam firme o cinchão

Ato a corda bate-coxa, pacholeando a campereada

Deixando a volta da armada lá na curva do garrão

Indiada pronta pra luta, mais um dia de refrega

Pingos esmagam macegas rumo ao fundo da invernada

Alguns arrastam o laço no cerimonial toreno

E os tentos bebem sereno extraído da madrugada

Nos gritos de êra-boi mesclados com assovio

Vai juntando o gaderio, reunindo todo o rodeio

A cuscada trabalhando, mangueando no fiador

Levo até o parador a algum refugo matreiro

Enquanto uns armam o laço, outros cercam o rodeio

E tranças num rebolqueio cortam o vento num silvido

O contraponto das patas que se alarga pela pampa

Se estanca num par de guampas ou no grosso do fervido

Depois da força escorada entre argola e presilha

Serpenteando entre as flechilhas descansa dos simbronaços

Enrodilho cada volta das treze braças de couro

E enfeito a anca do mouro depois de um tiro de laço


Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010