Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Linguagem Pátria de um Povo - César Oliveira (Música)


Parece que o firmamento

Se ajoelha e pede perdão

Quando rezo esta oração

Abraçado na guitarra

Parece que o tempo esbarra

E o mundo troca de ponta

Quando meu canto reponta

Minhas inquietudes mais potras

Que se apartaram das outras

Sem que eu me desse de conta

Por isso peço licença

Pra cantar esta milonga

Que peito adentro ressonga

Quando a Vigüela soluça

Numa pampeana escramuça

Que ata um nó na garganta

Do gaúcho de alma santa

Já nascido com o destino

De trazer o chão sulino

Em cada verso que canta

Minha cantiga é baguala

Porque traz xucros na estampa

E traduz o idioma pampa

Do garrão deste hemisfério

Meu canto é a voz do gaudério

Linguagem pátria de um povo

Que sonha com um mundo novo

E a ser livre se concentra

Neste milênio que adentra

No mais machaço retovo

Cantando sempre me agarro

Ao que tenho e ao que sinto

Não me engana o meu instinto

Sou teatino mal costeado

Pois quando é do meu agrado

E uma ânsia se destaca

Dou-lhe um nó de correr vaca

Na cola do meu tordilho

E depois que me enforquilho

Só o santo padre me ataca


Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010