Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Retrato de Pampa e Invernada - César Oliveira (Música)


Destapo a imagem do pago

Sempre que estendo uma tropa

Num corredor aramado

Destes que cortam rincões

A casco, marco as razões...

Que povoam o campo aberto

Quando aparto o que é certo

Das mentirosas visões

Na riqueza do meu mundo

De espora, poncho e arreio

Sei o que um pingo de freio

Pode ou não pode fazer

Do amor de um bem querer

Faço munício pra vida

Num mate depois da lida

Nas cismas do entardecer

Da invernada do lagoão

Até o potreiro "das casa"

Pouco mais de meia quadra

De várzea, trevo e coxilha

Grama buena, de forquilha

Nativa das sesmarias

E um ventito que arrepia

O pêlo da minha tordilha

Dos laços que vertem braças

E abraçam as aspas e mãos

A firmeza no garrão

E a certeza no serviço

E talvez seja por isso

Que a pampa ande estampada

Num retrato de invernada

Na rudez do meu ofício

Num fundão de fim de mundo

Bordado a cova de touro

O trabalho enruga o couro

Na volta braba do dia

O berro da gadaria

Reponta um resto de inverno

No terrunho amor materno

Da vaca lambendo a cria.


Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010