Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Uma Milonga das Buenas - César Oliveira (Música)


Uma milonga das buenas

Sempre fala da fronteira

Em cavalhada matreira

E choro de nazarenas

Uma milonga das buenas

Me faz lembrar uma volteada

Que um zaino venta rasgada

Por velhaco e sem costeio

Quase me atorou no meio

No estouro de uma bolcada

Uma milonga das buenas

Revira o mundo num pealo

E quando eu monto a cavalo

O Rio Grande "se apequena"

Uma milonga das buenas

É igual a ventania louca

Que entre muitas e poucas

Tem o resumo bagual

Veio da banda oriental

E se perdeu de boca em boca

Uma milonga das buenas

Lembra noites de garoa

Que ao despacito encordoa

Caindo mansa e serena

Uma milonga das buenas

Me dá força pra que eu cante

E esta pampa se levante

Sobre o lombo da guitarra

Enforquilhada nas garras

Levando tudo por diante

Uma milonga das buenas

Fala em junco e aguapé

Em ranchos de santa fé

Por isso que vale a pena

Uma milonga das buenas

Bem cantada se governa

Chega e boleia a perna

Em qualquer galpão de estância

Pois anda a encurtar distância

E o tempo adentro se inverna

Uma milonga das buenas

Tem que ter alma de potro

E o sarandeio maroto

Do corpo de uma morena

Uma milonga das buenas

Me traz recuerdos de amores

Perdidos nos corredores

Extraviados nas taperas

Quando a china se entrevera

Num duelo de payadores!


Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010