Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular

Tradicionalismo Sem Fronteiras no seu celular
Use o Leitor QR Code do seu celular para abrir o link do blog no seu aparelho celular móvel

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Hospitalidade - Jayme Caetano Braun (Poema)


No linguajar barbaresco
E xucro da minha gente
Teu sentido é diferente,
Substantivo bendito,
Pois desde o primeiro grito
De "o de casa" dado aqui,
O Rio Grande fez de ti
O mais sacrossanto rito!

Não há rancho miserável

Da nossa terra querida,
Onde não sejas cumprida
No mais campeiro rigor,
Porque Deus Nosso Senhor
Quando te botou carona,
Já te largou redomona
Sem baldas de crença ou cor!

Dizem uns, que te trouxeram

De Espanha e de Portugal
E que neste chão bagual
Criaste novo sentido,
E o que além era vendido
Transformou-se aqui num culto
Onde o dinheiro é um insulto
Com violência repelido!

Tenho p'ra mim, que és crioula

Do velho pago infinito
Onde até o índio proscrito
Egresso da sociedade
Na xucra fraternidade
Dos deserdados da sorte
Não respeita nem a Morte,
Mas cumpre a Hospitalidade!

Hospitalidade é o mate

Da chaleira casco preto,
É a graxa que do espeto
vai respingando na brasa,
É o truco, que a casa vasa,
Sempre está pintando "Flor",
É Rancho do corredor
E sombra de oitão de casa!

Hospitalidade é o grito

Do Quero-Quero altas horas;
É o tinido das esporas
Da casa para o galpão;
É o velho fogo de chão
Que caborteiro crepita;
É olhar de china bonita
Que nos queima o coração.

É o charque de carreteiro

Picado sobre a carona;
É o lamento da cordeona
Que se perde campo fora;
É a china linda que chora
Num derradeiro repique
Pedindo que a gente fique
Até que se rompa a aurora!

Mas porém, sintetizada,

Num traste de uso machaço
A hospitalidade é um laço
Bem grosso e de armada grande
Que Deus trançou, p'ra que ande,
Apresilhado ao cinchão
Nos tentos do Coração
Dos gaúchos do Rio Grande!


Voltar
CATEGORIAS > Poemas > Letras
CATEGORIAS > Poemas > Compositores > Jayme Caetano Braun

Rádios Web

Rádios Web
Clique no rádio para conferir as rádios web gaúchas

Pesquise no blog

Tradicionalista amigo!

Mande seu comentário, crítica, elogio ou sugestão para o e-mail: tradicionalismosemfronteiras@yahoo.com.br. Leia ou peça letras de música, vídeos, poesias, lendas e histórias.

Traduza o Blog Tradicionalismo Sem Fronteiras para línguas além fronteiras

SIGA-NOS PELO E-MAIL

Visualizações de página desde Junho de 2010